Planeta gigante encontrado orbitando anã branca

Pela primeira vez astrônomos encontraram evidências de que um planeta gigante orbitaria uma pequena e morta estrela Anã Branca. E, incrivelmente, de acordo com uma matéria publicada em 4 de dezembro pela Nature, o planeta que tem tamanho aproximado ao do planeta Netuno, possui o diâmetro 4 vezes maior que o da estrela que ele orbita, que tem um tamanho aproximado ao da Terra.

Concepção artística mostra a Anã Branca WDJ0914 + 1914 e o planeta do tamanho de Netuno que orbita a estrela moribunda. Crédito: Astronomy Magazine

 

Essa estrela, possui um planeta que não conseguimos ver diretamente”, disse o autor do estudo, Boris Gänsicke, da Universidade de Warwick, em uma conferência da imprensa. “Mas, devido ao fato da estrela ser tão quente, ela está evaporando o planeta, e nós detectamos a sua atmosfera se perdendo”. Na verdade, a estrela ardente está mandando uma corrente de material vaporizado para fora do planeta a uma taxa de mais de 314 milhões de toneladas por dia.

O sistema encontrado ao redor da estrela, que foi nomeada oficialmente como WDJ0914+1914, serve como primeira evidência de um planeta gigantesco sobrevivendo a transição de uma estrela para fase de Anã Branca. Isso sugere que planetas evaporando ao redor de estrelas mortas talvez seja algo comum no Universo. E devido ao fato do nosso Sol ser como a maioria das estrelas, ele irá eventualmente evoluir para a fase de Anã Branca, ou seja, a descoberta pode nos dar algum nível de insight sobre o destino do nosso sistema solar. – J. P.

Matéria publicada pela revista Astronomy em março em 2020.

Traduzida por Letícia Vasconcelos, sócia e Coordenadora de Divulgação Científica da SEASE.

Referência

https://astronomy.com/news/2019/12/first-giant-planet-discovered-around-a-tiny-white-dwarf-star

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *