Características fundamentais planetárias do Sistema Solar

O sistema solar é composto por 8 planetas, cada um com a sua peculiaridade. Esses planetas estão separados por milhares e milhares de Quilômetros (Km), mas são estudados individualmente, pois é preciso olhar para cima, para entender o que tem abaixo de nós. Algumas características fundamentais desses planetas são interessantes para que possamos entender como a vida conseguiu evoluir na Terra, as possibilidades de colonização e os estudos avançados desses outros planetas. Tendo em vista tais estudos, podemos entender as características dos planetas a seguir:

Mercúrio:

Mercúrio possui um diâmetro equatorial de 4.879 Km, não existe nenhum satélite natural, sua atmosfera é constituída de 42% de oxigênio, 29% de gás de sódio, 22% de hidrogênio, 6% de hélio, 0,5% de potássio e os outros 0,5% são formados por argônio, dióxido de carbono, Criptônio, neônio, nitrogênio, xenônio e vapor d’água.

Fenômenos e curiosidades: É apena 1,4 vezes maior que a lua, sendo o menor planeta do sistema solar e além disso, o mais rápido e com menor órbita, tendo o ano equivalendo a 88 dias terrestres, tendo sido inspiração para o Deus Mercúrio da mitologia romana, o Deus veloz, outra curiosidade é que ele possui uma enorme variação de temperatura, tendo uma variação de aproximadamente 620º Kelvin.

Imagem colorida de Mercúrio, que é só 40% maior do que a Lua (Foto: NASA)

Vênus:

Vênus possui um diâmetro equatorial de 12.104 Km, também não possui nenhum satélite natural e a sua atmosfera é constituída por 96,5% de dióxido de carbono e 3,5% de hidrogênio.

Fenômenos e curiosidades: O planeta mais quente do sistema solar, chegando a temperaturas entre 480° e 525° Celsius. Sua atmosfera pouco variada, no entanto, bastante densa, reflete parte da luz que chega, fazendo com que ele tenha uma aparência brilhosa.

 

Planeta Vênus (Créditos da imagem: NASA/JPL).

 

Terra:

A Terra possui um diâmetro equatorial de 12.742 Km, tendo apenas um satélite natural, conhecido como Lua, já a análise química da atmosfera da terra é muito mais precisa e complexa, uma vez que todos os testes são feitos daqui. A predominância da composição é de 78% de nitrogênio, 21% de oxigênio e contendo diversos outros elementos dispersos na atmosfera.

Fenômenos e curiosidades: O planeta Terra é o mais abundante em vida e água, suas condições no geral favoreceram para a proliferação e permanência da vida em sua crosta. As alterações feitas pelos animais e principalmente pelo homem, fazem com que a sua atmosfera se diversifique muito em concentração de materiais.

Foto do planeta Terra. (Créditos: NASA)

Marte:

Marte possui um diâmetro equatorial de 6.779 Km, possuindo Fobos e Deimos como satélites naturais, sua atmosfera é composta por 95,3% de dióxido de carbono, 2,7% de nitrogênio e 1,6% de argônio, além desses, na atmosfera de Marte são encontrados metano e vapor d’água.

Fenômenos e curiosidades: Segundo menor planeta do sistema solar é o primeiro dos planetas externos, pois possui órbita maior que a própria Terra. Seu solo de cor avermelhada inspirou os romanos a nomear o Deus da guerra em sua homenagem, essa coloração é proveniente da grande quantidade de oxido de ferro em sua crosta.

Foto do planeta Marte (Créditos: NASA/JPL/USGS)

Júpiter:

Júpiter possui um diâmetro equatorial de 139.820 Km, contendo 79 satélites naturais orbitando ao seu redor. Sua atmosfera é composta por 75% de hidrogênio, 24% de hélio e 1% de amônia.

Fenômenos e curiosidades: O maior planeta do sistema solar, tanto em diâmetro, quanto em quantidade de massa, além de possuir o maior campo eletromagnético dentre os planetas do sistema, seu campo, em alguns pontos, pode chegar a ser 20 vezes mais forte que o do planeta Terra. Júpiter também não possui solo, ele é completamente formado por gás e líquidos e possui imensas tempestades que cortam o planeta chegando a 110° Celsius negativos.

Foto do planeta Júpiter. (Créditos: NASA)

Saturno:

Saturno possui um diâmetro equatorial de 116.460 Km, com 82 satélites naturais, sendo 20 deles descobertos recentemente. Sua atmosfera é composta por 93,2% de hidrogênio, 6,7% de hélio, 0,7% de metano e 0,3% de etano.

Fenômenos e curiosidades: O próximo gigante gasoso do sistema solar, sendo o segundo maior dentre os 8 planetas, a característica mais marcante dele são os grandes anéis e as listras que percorrem toda a superfície do planeta, causada pelos fortes ventos. A rotação de Saturno também é a mais rápida, tendo o ciclo de 1 dia percorrido em aproximadamente 10 horas na Terra.

Mosaico de Saturno em cor natural feito pela Cassini–Huygens. (Créditos: NASA/JPL)

Urano:

Urano possui um diâmetro equatorial de 50.724 Km, 27 satélites naturais orbitando nele e sua atmosfera é constituída por 83% de hidrogênio, 15% de hélio e 2% metano, além de amônia e água em estado sólido.

Fenômenos e curiosidades: É o planeta gasoso mais denso que existe no sistema solar, sua coloração azulada destaca um imenso tornado que existe na parte dada como norte. Nele também existem anéis menores e listras marcadas pelas fortes correntes de vento.

O planeta Urano. (Imagem: National Geographic)

Netuno:

Netuno possui um diâmetro equatorial de 49.244 Km, 14 satélites naturais orbitando e sua atmosfera é constituída por 80% de hidrogênio e 19% de hélio.

Fenômenos e curiosidades: O planeta mais distante do Sol, levando em conta o Sistema Solar, é também o mais frio, tendo uma temperatura média de 210° Celsius negativos, sendo conhecido como o gigante de gelo.

Imagem do Planeta Netuno com seu sistema de anéis. (Créditos: Walter Myers)

Texto escrito por Rafael Melo, sócio da Sociedade de Estudos Astronômicos de Sergipe.

 

Referências:

https://jpl.nasa.gov

http://arcadiastreet.com

CUNHA, L.; SOARES, E. R. Passeando pelo Universo. 1ª ed. Aracaju / SE: Infographic’s Gráfica & Editora, 2019. v. 1. 120p .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *