SOBRE AS OBSERVAÇÕES DOS DIAS 12 E 13 DE AGOSTO DE 2016

 

A Sociedade de Estudos Astronômicos de Sergipe (SEASE), juntamente com a Casa de Ciência e Tecnologia da Cidade de Aracaju (CCTECA – Galileu Galilei) e apoiada da Fundação de Apoio à Pesquisas e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (FAPITEC/SE), realizaram observações com telescópios abertas ao público na área externa da CCTECA nesta Sexta (12) e Sábado (13) de agosto.

Nas observações foram usados – os telescópios refletores de 200mm e de 150mm (eletrônico) e o telescópio refrator (luneta) 70mm , com o suporte de diversas oculares (10mm, 12mm, 15mm, 20mm, 32mm e 25mm). Um computador e projetor foram utilizados na apresentação dos softwares Stellarium e Mitaka, onde ocorreram explicações sobre alguns temas de astronomia, astrofísica, cosmologia, constelações e outros, a exemplo do Universo em escala, magnitudes de estrelas e distâncias de objetos celestes até assuntos relacionados a possibilidades de vidas em outros mundos.

As observações desta sexta e sábado, 12 e 13, contaram com o público bastante interessado e fazendo-se diversas perguntas de astronomia, quem compareceu e ficou até ao final teve o privilégio de observar o planeta vênus, Júpiter, a Lua, o planeta Marte e Saturno, e alguns satélites destes planetas.

Essas observações são rotineiras oferecidas pela SEASE (são em média 4 observações abertas ao público por mês, sempre em períodos de Lua Crescente e Cheia), cujo objetivo é atender ao público e passar de modo geral um pouco de conhecimento e informação sobre Astronomia na qual é uma ciência pouco divulgada. Nós que fazemos a SEASE somos gratos à todo o público que participou e nos proporcionou muitas emoções, contamos com a presença de vocês em outras oportunidades.

Participaram da observação os associados e candidatos a sócio. Augusto, Jaelsson, Vinícius, Stephane, Ívina, Thaynara, Sávio, Edvan e Edmilson.

Créditos de imagens: Thaynara Santos, Ívina Mittaraquis e Vinicius Silva
Texto: Jaelsson S. Lima adaptado por Ívina Mittaraquis.

13892313_526016444250934_1866915035158912729_n 13902771_526016430917602_6139202524203491823_n 13902812_526016707584241_4099821599888961294_n 13907020_526016440917601_1732095900189277626_n 13912576_526016520917593_8211613286500378709_n 13912701_526016747584237_1546633418004327649_n 13912743_526016530917592_1586016363999086253_n 13912835_526016480917597_1706137913104050920_n 13912911_526016670917578_9083143099879686370_n 13925158_526016577584254_3560214044483726154_n 13925280_526016490917596_991510965787004309_n 13934645_526016474250931_300219743068133807_n 13934862_526016657584246_466016587017652057_n 13939456_526016527584259_1868714146408712412_n 13962631_526016614250917_1898357739446604531_n 14021507_526016754250903_7960711279162348238_n 14022208_526016564250922_8580391651734666776_n 14034959_526016570917588_4641448809202573830_n

Ivo Matias Campos

Geógrafo com inclinação na área de Geociências, fã cerveja, ficção científica e literatura científica, amante da astronomia e astronáutica.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.