Minicurso “Exoplanetas”

 

Uma das indagações mais antigas da humanidade é sobre a existência de seres extraterrestres. A ficção científica está repleta de exemplos, os mais extravagantes. Até 1995 não se conhecia nenhum planeta além do Sistema Solar. Hoje, menos de 20 anos depois, são conhecidos mais de 1.800. Nesta palestra será abordado como os astrônomos encontram esses mundos distantes, quais sinais de vida estão buscando, o que o futuro reserva para a exploração exoplanetária e como nós poderíamos encontrar vida em um planeta orbitando um sol alienígena. 11116115_10204212028448059_1314934672_n

Saturno, o Senhor do Anéis

 

De todas as maravilhas do Sistema Solar, nenhuma é tão impressionante como os brilhantes anéis de Saturno, considerados com as ‘joias da coroa do Sistema Solar’. Formados de partículas de gelo cujo tamanho varia de desde um grão de poeira a pedras de até o tamanho de uma van, estendem-se até uma distância de 270 mil km (equivalente a 22 Terras) mas sua espessura raramente ultrapassa os 20 metros! As imagens espetaculares obtidas pela sonda espacial Cassini que os atravessou, assim como sobrevoou as mais importantes das luas de Saturno, serão exibidas e discutidas nesta palestra. 11171411_10204212027688040_1216791847_o

Astrofotografia Sergipe, apresenta: Messier 17 (M17)

 

M17 blog

(Foto: Jailton César)

Messier 17 ou M17 (também designado NGC 6618) é um nebulosa na constelação de Sagitário . Ela tem uma magnitude visual aparente de 7 e o seu diâmetro angular é 11 minutos de arco. M17 fica a uma distância estimada de 5.000 anos-luz. As coordenadas Equinox 2000 são RA = 20.8m 18h, Dec = -16 ° 11′ que torna M17 melhor visto durante o inverno para o hemisfério sul. Como um dos objetos mais famosos do Catálogo Messier , é comumente conhecido como o Omega. Apesar de sua inclusão no catálogo Messier , esta nebulosa foi realmente descoberta por JP. de Chéseaux em 1746. A Nebulosa Omega é uma região de formação estelar. Sua brilhante nuvem de gás hidrogênio é devido à excitação da radiação ultravioleta emitida pelas estrelas jovens quentes embutidas na nebulosa. De acordo com Kharchenko et al. (2005) , a distância de M17 é 5.910 anos-luz e seu diâmetro é de 10 anos-luz. Ele contém 2.200 estrelas e sua idade estimada é de 1 milhão de anos.

Detalhes Técnicos:

Objeto: M17
Outros nomes: NGC 6618, Omega ou Nebulosa Checkmark
Tipo de Objeto: Nebulosa e aglomerado de estrelas
Data Object: Magnitude aparente = 7, tamanho angular = 11 minutos de arco
Posição Object (Equinox 2000): RA = 20.8m 18h, Dec = -16 ° 11′, Constellation = Sagitário
Data / Hora: 21 de junho de 2014
Localização: Aracaju – SE
Mount: AZEQ-6
Telescópio: Luneta Skywatcher 80mm APO
Câmera: Canon EOS 550D (Rebel T2i)
Exposição: 9 x 120s, f / 5, ISO 400
Processamento: Photoshop 5, IRIS
                                                             Veja mais em: http://astrofotografiasergipe.blogspot.com.br/