O Gato celestial e a Lagosta cósmica

 

 

Nuvéns de gás e poeira catalogadas com os nomes NGC 6334 (canto superior direito) e NGC 6357 (canto inferior esquerdo) , também conhecidas por Nebulosa Pata de Gato e Nebulosa da Lagosta. Nova imagem obtida atravéz do Telescópio de Rastreio do Very Large Telescope do ESO.

 

Ambas as Nebulosas se encontram na constelação do Escorpião, situando-se a Nebulosa NGC 6334 a cerca de 5500 anos-luz da terra, enquanto que a NGC 6357 situa-se a cerca de 8000 anos-luz da terra.

As três ‘’almofadas’’ da Pata de Gato são regiões de gás – predominantemente o hidrogênio – que têm seu brilho sob a influência de estrelas recém nascidas proximas a essas nuvens de gás. Essas estrelas, ao emitirem radiação ultravioleta, ionizam os átomos de hidrogênio presente nessas nuvens que permanesceram no local onde as mesmas estrelas nasceram. Esse tipo de região brilha devido a emissão de radiação do Hidrogêno e alguns outros átomos presentes na nuvem, então são conhecidas como Nebulosa de Emissão.

A Nebulosa Pata de Gato é uma das mais ativas maternidades de estrelas do céu noturno, alimentando jovens e quentes estrelas que, emitem radiação no comprimento de onda do visível, mas que não chega até nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.